Buscar

CUBATA

Não é novidade a dimensão e diversidade do continente Africano.

A infinidade de grupos étnicos e de dialectos diversos, fez com que durante séculos o continente Africano fosse conhecido apenas pelos estereótipos de continente habitado povos muito primitivos e exóticos.



A medida que a informação foi evoluindo e as redes sociais foram tendo lugar de destaque nos meios de comunicação, temos assistido também ao acesso de trocas de sabedoria e cultura a nível mundial.

Hoje venho falar-vos da arquitetura (original ) Africana.

Sim, África tem um estilo arquitectónico próprio.

Plantas, pétala, flores e conchas, estas foram as inspirações dos nossos antepassados para a construção das suas aldeias.


Das pirâmides do Egito, as casas Marroquinas ou as aldeias das tribos Sul-Africanas, a geometria está presente na arquitetura e na arte Africana.

O universo e a natureza tiveram desde sempre um papel importante para as tribos Africanas, sendo estas as inspirações na construção das suas aldeias.

Anéis e círculos ( inspirados em conchas ) formas geométricas deram origem nas conhecidas CUBATAS.

cu·ba·ta

(quimbundo kubata, casa)

nome feminino


Habitação rústica tipicamente africana, geralmente de telhado cónico coberto de folhas ou palha.

As cubatas ( muito presentes na minha cultura de origem). São construções cilíndricas ordenadas de acordo com os clãs da aldeia.

O conjunto de cubatas formaram aldeias conhecidas como Quilombo ou a famosa Sanzala.


As Sanzalas foram durante séculos confundidas com sinal de pobreza e associadas à escravatura. Na actualidade os maiores hotéis de luxo em África são inspirados no interior das Sanzalas.

Países com clima tropical, os conhecidos paraísos tropicais e de forte afluência turística, adoptaram este estilo de casas, chamando-as de villas, é muito comum ver-se no México e partilhado por milhares de influencers a nível mundial.





Na arquitetura moderna quero realçar o nosso Banco Nacional de Angola com inspiração no formato das Cubatas, na sua fachada Principal.